Casa Pia Atlético Clube
Estádio Pina Manique,
Parque de Monsanto, 1500-462 Lisboa
geral@casapia-ac.pt
Cultura, Solidariedade e Desporto
(+351) 210 513 911

IMAGENS HISTÓRICAS

1834

Ginásio Real Casa Pia de Lisboa

Em 1834, a Casa Pia constrói o primeiro ginásio de que há memória, através do seu provedor José Maria Eugénio de Almeida. Os aparelhos ficaram ao ar livre, até que, em 1877, é construído um espaçoso barracão. Aí, instalou-se um ginásio equipado de todos os utensílios e aparelhos necessários para o ensino da ginástica.

Administração da Casa Pia. (1881). “Relatórios da administração.” Lisboa.

1890

O Grupo Margiochi

Foi graças ao futebol que se desenvolveu o espírito associativo casapiano. A primeira expressão desse espírito materializou-se na formação do grupo Margiochi, entre 1890 e 1900, constituído por antigos alunos e cujo objectivo passava por homenagear o Provedor da Casa Pia, Francisco Simões Margiochi. É precisamente este grupo que, em 1894, constitui a primeira equipa escolar de futebol da Casa Pia. Uma vez saídos da Instituição, os jogadores dinamizariam o forte movimento clubista, ajudando a cimentar a prática desportiva.

1898

Os vencedores dos ingleses do Carcavelos Club

A equipa da Real Casa Pia de Lisboa que a 22 de janeiro de 1898, dia São Vicente, feriado em Lisboa, venceu os ingleses do Carcavelos Club. Deitado, de calção branco, o contabilista Daniel Queiroz dos Santos, o quinto Presidente eleito do Sporting, sucedendo a José Roquete (Alvalade). Na cadeira, à direita, o médico Januário Barreto, o primeiro Presidente eleito do Sport Lisboa e primeiro Presidente da Liga Portuguesa de Futebol. A bola, objeto caro para os casapianos, foi emprestada pelo prestigiado Ginásio Clube Português (G.C.P.), daí o rigor com que o pintor casapiano Pedro Guedes a segura e exibe.

1899

Campo Pequeno

Em 1899, são cedidos pela Câmara Municipal de Lisboa à Real Casa Pia de Lisboa seis mil metros quadrados de terreno no Campo Pequeno com o objetivo de erguer uma Praça de Touros, em substituição da velha praça do campo de Santana, (inaugurada em 3 de Julho de 1831, data do 51º aniversário da Real Casa Pia de Lisboa). Nos terrenos frontais à Praça, por volta de 1899 fizeram-se os primeiros ensaios de futebol em Lisboa. A partir de 1892/1893, o Campo das Salésias passou a ser o palco preferencial para o jogo em Lisboa. A deslocação dos treinos para Belém contribuiu eficazmente para a implantação do futebol em Lisboa e no País. Foi, de facto, depois de 1892, ano em  que apareceu o futebol na Casa Pia, que se formou em Belém um bom núcleo de jogadores, alguns dos quais brilharam mais tarde nos grandes clubes de Lisboa e do País contribuindo de forma decisiva para a introdução, regulamentação e divulgação do novo jogo em Portugal.

1903

Associação do Bem

A primeira tentativa de formação de um clube casapiano foi a 24 de abril de 1903, quando uma Comissão Instaladora, da qual faziam parte os antigos alunos João Inácio Silva, António da Luz Lopes, José Rebelo Barão e Carlos Alberto Saraiva, homenagearam o Casa Pia e, simultaneamente, anunciaram o desejo de criar a Associação do Bem. Três meses mais tarde, era fundada esta associação cuja primeira sede foi na Rua Serpa Pinto, 48 (2.º andar), extinta em 1909. Em 28 de Fevereiro de 1904, a Associação do Bem, foi a principal força dinamizadora na formação em Belém com Sede na Farmácia Franco, propriedade do Casapiano Pedro Augusto Franco, 1º. Conde do Restelo, do Sport Lisboa.

 

1910

Grupo desportivo Luz Soriano

1910 – Formação do Grupo Sportivo Luz Soriano, naquela que foi a segunda tentativa de constituição de uma associação casapiana. O campo era em Alcântara. Competiu nos campeonatos da Associação de Futebol de Lisboa até ao ano de 1912, ano da sua extinção. Pela mão de Cosme Damião, ingressaram no Benfica os atletas casapianos do Soriano, com destaque para os elementos Florindo Tavares, Florindo Dias Serras e Aníbal Santos, que se juntaram a José Domingos Fernandes e Carlos Homem de Figueiredo.

1920

Auto da Fundação

 

1920 – 3 de Julho – Um grupo de jovens “Gansos” de que faziam parte entre outros, o jornalista Ricardo Ornelas, o internacional António Pinho, chefe de Secretaria da Casa Pia de Lisboa, o historiador  David Ferreira, pai do poeta David Mourão Ferreira e Mário da Silva Marques, o primeiro nadador olímpico português, liderados por Cândido de Oliveira, fundam a sua Associação Pós-Escolar, o Casa Pia Atlético Clube – Ateneu Casapiano hoje um dos baluartes do Desporto da Cultura e da Solidariedade, contribuindo de forma eficaz para  formação de jovens desportistas em Portugal.

Os Primeiros presidentes do Casa Pia AC

Dr. Albino Vieira da Rocha: ex-aluno n.º 2211. Bacharel em Direto pela Universidade de Coimbra. Docente da Faculdade de Direito de Lisboa e Subsecretário de Estado das Finanças em 1917. Deputado da Nação. Dr. António Aurélio da Costa Ferreira: ilustre pedagogo e psicólogo, diretor da Casa Pia de 1910 a 1922, ano em que faleceu. Professor Alfredo Soares: ex-aluno n.º 1106 de 1878 a 1886. Professor e Director da Casa Pia de Lisboa de 1889 a 1901 Subdirector de 1898 a 1922 e Director de 1922 a 1928.

 

Mario Silva Marques

1920 – No dia seguinte à fundação, coube ao nadador Mário da Silva Marques a honra de ser o primeiro atleta a representar oficialmente o clube, num festival nas docas de Alcântara. Dias depois, Mário da Silva Marques conquista a prova de 400 metros estilos, a contar para a Taça Associação Naval.

Primeira equipa

3 de outubro 1920 – No Campo de Palhavã, com arbitragem do ilustre casapiano  Cosme Damião, a recém formada equipa Casa Pia, capitaneada por Cândido de Oliveira vence o Sport Lisboa e Benfica, por 2-1, conquistando o Bronze Herculano dos Santos (que homenageava o capitão do Benfica). Foi o primeiro troféu do Clube na modalidade de futebol.

Primeira taça

Através de um dos fundadores a modalidade de natação trouxe para casa o primeiro troféu do clube. Atribuído a Mário da Silva Marques, a Taça da Associação foi conquistada numa prova de “Nadador Completo” em 4×100 metros para 4 estilos, no ano da formação do Ateneu Casapiano (1920). Ao futuro atleta olímpico (Paris 1924) coube, pois, a honra de ser o primeiro atleta a representar oficialmente o Clube.

 

1936

Bandeira oficial do Casa Pia Atlético Clube

A 3 de Julho de 1936 fixou-se para sempre a bandeira do Casa Pia Atlético Clube. Na cerimónia de comemoração do seu 16º aniversário realizada no Campo do Restelo na cerca da Casa Pia de Lisboa, foi Cosme Damião Presidente da Direção, acompanhado pelo Vice-Presidente Arqº António do Couto quem fez a receção à nova bandeira do Ateneu.

Usamos cookies para lhe proporcionar uma experiência melhor.
PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)