Casa Pia Atlético Clube
Estádio Pina Manique,
Parque de Monsanto, 1500-462 Lisboa
geral@casapia-ac.pt
Cultura, Solidariedade e Desporto
(+351) 210 513 911

CPAC permite reviravolta do Arouca

Gansos estiveram a vencer com um golo de Jota

O Casa Pia (CPAC) perdeu com o Arouca, por 2-1, na antepenúltima jornada da Liga Portugal Sabseg. Com este resultado, os gansos mantiveram os 40 pontos no campeonato.

A equipa de Filipe Martins, com João Bravim na baliza, esteve a vencer 1-0, com um golo de Jota, mas permitiu a reviravolta do adversário, que assim ascendeu ao terceiro lugar da tabela.

O CPAC entrou bem e chegou ao golo muito cedo. Zidane isolou Jota, na direita, e o avançado rematou sem hipótese para Victor Braga. Estavam decorridos seis minutos de jogo.

O Arouca respondeu de pronto e João Basso esteve perto do empate na sequência de um canto. O golo chegou logo a seguir, por Bukia. O extremo fletiu da direita para o meio e rematou colocado. Bravim nada pôde fazer.

O CPAC não sentiu o golo e pouco depois poderia ter restabelecido a vantagem. Após um canto estudado, Zach colocou em Godwin, na zona de penálti, e este rematou à figura de Victor Braga.

Até final da primeira parte, o Arouca pressionou o Casa Pia e teve duas situações para marcar. Primeiro foi Pité, de cabeça, a ficar a centímetros da reviravolta; depois André Silva, num livre à entrada da área para boa defesa de Bravim.

Os gansos ainda beneficiaram de uma oportunidade, por Godwin. Mas o árbitro, João Gonçalves, assinalou falta sobre Zidane, no início da jogada, ignorando a lei da vantagem.

Reviravolta e expulsão

O Arouca entrou forte na segunda parte. A equipa de Armando Evangelista criou logo duas ocasiões. Bravim, com uma boa defesa, impediu o golo de André Silva. João Basso, pouco depois, também não fez melhor.

A pouco e pouco, a formação de Filipe Martins assentou o seu jogo. Voltou a jogar de pé para pé e a criar dificuldades. Jota, na sequência de uma transição, deixou o primeiro aviso (61′). Sete minutos depois, o mesmo Jota rematou cruzado, com Victor Braga a defender para canto. Como não há duas sem três, Godwin surgiu em boa posição na esquerda, mas rematou por cima.

No melhor período do Casa Pia surgiu o golo da reviravolta do Arouca. Caballero, solto ao segundo poste, deu a melhor sequência a um cruzamento de Thales (78′).

Já com Malik e Diego Medeiros em campo, a equipa de Filipe Martins ficou a jogar com menos um. Matheus Dantas escorregou e o árbitro entendeu que, ao tentar jogar a bola, cometeu falta. 

Filipe Martins fez entrar Christian, Jefferson e Djoussé, mas, apesar da pressão no final, o resultado não se alterou. O médio brasileiro dispôs de uma última ocasião, após um cruzamento de Jefferson, mas rematou ao lado.

Domingo, dia 16, o CPAC defronta o Varzim no Estádio Pina Manique. O jogo principia às 15 horas e tem transmissão no Match Player da Sport TV.

Usamos cookies para lhe proporcionar uma experiência melhor.
PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)