Casa Pia Atlético Clube - Site Oficial

À CONVERSA COM... JOÃO SANTOS

À CONVERSA COM... JOÃO SANTOS   Poderias começar por nos contar um pouco sobre a tua trajetória até chegar a treinador de guarda-redes no Casa Pia AC? A minha carreira de treinador começou apenas com 18 anos, na Alta de Lisboa. Estive lá 3 anos e no final desse 3º ano tive o convite para o Sporting CP, onde estive 7 anos e treinei desde os SUB 11 aos SUB 17. No final desses 7 anos, fiz uma pausa de 1 ano para me preparar para o futebol profissional. Em 2020, tive o convite do mister Filipe Martins para vir para o Casa Pia AC, na altura na 2ª liga.   Como começaste a tua carreira no futebol? Sempre quiseste ser treinador de guarda-redes? O meu percurso no futebol começou com 7 anos, no Sporting CP, logo como guarda-redes. Já tinha o bichinho pela baliza que vinha do meu pai e do meu avô, portanto acabou por ser uma paixão que apareceu na minha vida desde muito cedo.Aos 17 saí do Sporting, ainda joguei mais uma época no Odivelas, mas diria que desde os 15/16 anos já tinha um desejo muito grande de um dia vir a ser treinador de futebol. A decisão pelo treino de guarda-redes, aparece depois de uma forma natural tendo em conta as minhas duas grandes paixões desde miúdo, a baliza e o treino.   Que influências ou mentores foram cruciais para o teu desenvolvimento profissional? Tive a felicidade de ser treinado por excelentes pessoas e treinadores e depois mais tarde já como treinador de ter conhecido grandes profissionais que me incentivaram e ajudaram a ser melhor. Todos eles de alguma forma me influenciaram e alguns deles continuam ainda hoje a ser muito importantes para mim.   Podes descrever a tua abordagem de treino para os guarda-redes? Há alguma filosofia específica que segues? Acima de tudo gosto de ensinar e gosto que os guarda-redes queiram aprender. A partir daí tem de haver disciplina, foco e uma superação diária em busca de sermos cada dia melhores. Aprendo muito com cada guarda-redes e o nosso trabalho diário é muito focado naquilo que é o jogo e o papel deles no jogo, que se sintam preparados e confiantes para todas as variáveis que o jogo pode ter e isso vai desde o posicionamento, á decisão técnica e mentalidade, tudo conta e tudo deve ser trabalhado.   Quais são as principais habilidades e características que procuras desenvolver nos guarda-redes que treinas? Gosto de guarda-redes seguros, ágeis,  técnica e taticamente eficientes e equilibrados emocionalmente.   Como adaptas os treinos às necessidades individuais de cada guarda-redes? O treino tem essa magia, é que nos dá pistas todos os dias de como podemos melhorar, é um processo contínuo e desafiante e nesse sentido o meu foco é analisar e avaliar ao detalhe o que podemos melhorar e potenciar em cada guarda-redes. É um trabalho conjunto, não apenas meu e dos GR, mas também do departamento de performance, nas mais diversas áreas de intervenção.   De que forma a tecnologia influencia o teu trabalho como treinador? Utilizas alguma ferramenta específica para análise de desempenho? A tecnologia é uma ferramenta importante para mim, quer no controlo do treino como na análise e preparação do jogo. Quanto mais ferramentas tivermos ao nosso dispor, melhor informação podemos dar aos nossos atletas e eu dou particular relevância ás ferramentas que temos ao nosso dispor para análise da performance do guarda-redes em competição.   Achas que as inovações tecnológicas estão a transformar a maneira como os guarda-redes são treinados e avaliados? Não sei se estão a transformar os nossos métodos, mas estão certamente a obrigar-nos a refletir cada vez mais sobre o nosso trabalho e a medir o impacto dos nossos métodos sobre eles e nesse sentido tido acho que a utilização da tecnologia no treino e no jogo, torna- se uma mais valia clara para nós, nem que seja para ir ainda mais ao detalhe dia após dia.   Quais foram os maiores desafios que encontraste ao longo da tua carreira? Como as superaste? Têm sido vários na realidade, penso que o não ter sido guarda-redes profissional e ter chegado jovem ao patamar profissional foram 2 grandes desafios, porque levou a preparar-me muito para estar ao nível da exigência e a provar através do meu trabalho que não é por ter sido profissional enquanto atleta que não posso ser um bom profissional enquanto treinador.   Qual foi o momento mais gratificante da tua carreira até agora? Sempre que entro num relvado e vejo do outro lado, jogadores que foram treinados por mim em miúdos, da me um sentimento de felicidade enorme. Sempre que vejo um dos meus guarda-redes que já não trabalha comigo, mas que saíram e tiveram sucesso noutros contextos e fazem questão de me agradecer e partilhar esse sucesso comigo é dos momentos mais gratificantes também. Mas assim o maior momento, foi mesmo a nossa subida de divisão á 1ª liga, esse momento foi inesquecível!   Podes partilhar alguma história de sucesso ou evolução significativa de um dos guarda-redes que treinaste? Tenho tido a felicidade nestes 14 anos de carreira em ter encontrado guarda-redes com uma vontade de aprender e de uma dedicação tremenda, que sempre acreditaram em mim e no processo.Felizmente tenho várias histórias e casos de sucesso, mas o mais importante é que eles sintam que de alguma forma eu os ajudei o melhor que sabia e podia.   Como consegue equilibrar a tua vida profissional exigente com a vida pessoal? A família, fé e amigos são a base da minha vida e por isso sempre que posso é com eles que invisto o meu tempo. Seja a passear, a receber amigos em casa ou ir à igreja, tudo o que me traga felicidade e paz ajuda-me a equilibrar ao máximo a exigência que temos nesta vida profissional.   Quais são os teus hobbies e interesses fora do futebol? Adoro viajar, jantar fora, ir ao teatro, ir buscar o meu filho a escola, ter tempo de qualidade com família e amigos.Gosto de acompanhar de perto o crescimento dos meus projetos, sou uma pessoa bastante empreendedora e criativa, na realidade há quem diga que sou viciado no trabalho porque mesmo fora do futebol a cabeça não para.   Quais são os teus principais objetivos a curto prazo no Casa Pia AC? Ser melhor e tornar os que estão á minha volta melhor, a cultura familiar do Casa Pia sempre nos desafiou e ensina todos os dias a sermos melhores, se possível excelentes e é com esses pequenos objetivos que venho trabalhar todos os dias. Ser melhor que ontem.   E a longo prazo, onde te vês daqui a cinco ou dez anos? Tens algum objetivo específico que gostaria de alcançar? Gostava muito de trabalhar num grande clube / campeonato europeu, tenho essa convicção e confiança que vou lá chegar. Também tenho o sonho de ser treinador da nossa seleção principal. Quero estar entre os melhores do mundo e sei que tenho de trabalhar muito para lá chegar.   Como ves a evolução da posição de guarda-redes no futebol moderno? Quais são as tendências futuras que antecipa? A posição de guarda-redes tem tido uma evolução incrível e as alterações as leis do jogo também têm obrigado o guarda-redes a adaptar-se e a evoluir. Eu penso que a tendência futura, ser a para que o guarda-redes tenha um papel cada vez mais importante do ponto de vista ofensivo e isso irá levar a uma grande capacidade física e emocional do guarda-redes ser equilibrado e continuar a ser decisivo naquilo que é a sua principal função, evitar sofrer golos. Acho que esse balanço pode ser o maior desafio para os guarda-redes e treinadores de guarda-redes nos próximos anos.   Que conselhos darias a jovens aspirantes a guarda-redes que estão a iniciar a sua jornada? Acreditem em vocês! Ninguém escolhe ser guarda-redes se não tiver uma paixão enorme pela posição, então trabalhem e acreditem muito que um dia vão lá chegar. Se há característica, que define um guarda-redes é a capacidade de superação e trabalho que tem de obrigatoriamente ter.   Que mensagem gostarias de deixar para os adeptos do Casa Pia AC? De enorme agradecimento! O Casa Pia AC é um clube diferenciado, com uma história e valores tremendos, um clube onde todos se sentem família e os adeptos podem não ser muitos, mas nunca mesmo nunca nos deixaram sozinhos fosse em que campo fosse. O futuro a Deus pertence, mas a gratidão ao clube, funcionários e adeptos será para sempre.

Comunicado Oficial

Comunicado Oficial O Casa Pia AC informa que Gonçalo Santos comunicou à administração a sua decisão de não continuar na equipa técnica para a próxima época desportiva de 2024/25. Gonçalo assumiu o cargo de treinador em fevereiro de 2024, tendo já integrado a estrutura do clube desde julho de 2023. Com o seu empenho e dedicação, levou a equipa a finalizar a época no 9º lugar da classificação, um resultado que muito nos orgulha. Gonçalo Santos deixou as seguintes declarações: "Foi uma honra e um privilégio fazer parte da família do Casa Pia AC. Agradeço a todos os jogadores, staff e administração pelo apoio incondicional ao longo destes meses. Estou convicto de que o clube continuará a crescer e alcançar grandes feitos. Esta foi uma decisão difícil, mas necessária para o meu desenvolvimento profissional e pessoal." Desejamos ao Gonçalo todas as felicidades na sua vida profissional e pessoal, reconhecendo o seu valioso contributo e o impacto positivo que teve no clube. Ganso um dia, Ganso para sempre!   A administração do Casa Pia AC.

Casa Pia encerra época turbulenta com vitória decisiva em Famalicão

Na tarde desta sexta-feira, o FC Famalicão e o Casa Pia AC encontraram-se no Municipal de Famalicão para a última jornada da Liga, num jogo que acabou por ser marcado pelo triunfo dos Gansos. Num duelo repleto de emoção e incertezas, o Casa Pia conseguiu assegurar uma vitória que reforça a sua permanência na Primeira Liga, após uma época desafiante marcada por constantes mudanças no comando técnico. Com a época a chegar ao fim, o Famalicão já parecia estar a pensar nas férias e no merecido descanso. Armando Evangelista aproveitou a ocasião para testar algumas alterações na equipa, incluindo a estreia de Zlobin na Liga. Do lado do Casa Pia, a equipa técnica também fez várias mudanças, numa estratégia que acabou por se revelar acertada. O jogo começou com um ritmo frenético e logo ao quarto minuto, Youssouf, aproveitando uma combinação entre Cádiz e Chiquinho, inaugurou o marcador com um remate indefensável.  A meio da primeira parte, um erro de Topic permitiu a Felippe Cardoso igualar a partida. Este golo deu uma nova vida ao Casa Pia, que começou a mostrar uma faceta mais combativa e determinada. Cardoso, inspirado, quase fez o segundo golo pouco depois, mas foi travado por uma excelente defesa de Zlobin. Na segunda metade, o Famalicão revelou-se desorganizado e vulnerável. Aos 56 minutos, Nuno Moreira aproveitou um momento de descoordenação defensiva para selar a reviravolta no marcador. A partir daí, o Casa Pia conseguiu controlar o jogo, apesar das tentativas de Sorriso e Óscar Aranda de igualar a partida, que foram eficazmente defendidas por Lucas Paes. Este triunfo do Casa Pia não é apenas uma vitória no jogo, mas também uma vitória de perseverança e resiliência ao longo de uma época conturbada. Com três treinadores diferentes ao longo da temporada, o Casa Pia enfrentou inúmeros desafios, incluindo a ameaça de despromoção. No entanto, a equipa conseguiu encontrar a estabilidade necessária para garantir a manutenção na Primeira Liga. Com a possibilidade de terminar a época no nono lugar, com 38 pontos, o Casa Pia não só evitou a descida, como também espreita a possibilidade de alcançar a melhor classificação da sua história, dependendo dos resultados dos seus concorrentes diretos. Esta vitória final contra o Famalicão, uma equipa frequentemente elogiada pelo seu futebol ofensivo, destaca o espírito de luta e a capacidade de superação dos "Gansos". Assim, apesar das dificuldades e incertezas que marcaram esta época, o Casa Pia despede-se com a cabeça erguida, pronto para enfrentar novos desafios na próxima temporada. Esta vitória em Famalicão serve como um lembrete de que, no futebol, a determinação e a resiliência podem muitas vezes superar as adversidades.

SC Braga
4-3
Casa Pia AC

SC BragaCasa Pia AC

05 de Maio 2024
Estádio Municipal de Braga
Casa Pia AC
3-1
GD Chaves

Casa Pia AC GD Chaves

27 de Abril 2024
Estádio Municipal de Rio Maior
Casa Pia AC
1-2
FC Porto

Casa Pia AC FC Porto

21 de Abril 2024
Estádio Municipal de Rio Maior

Últimas Notícias

Comunicado Oficial

Casa Pia TV

#voamosjuntos

As nossas modalidades

Loja do Ganso Official Store

Visita a nossa loja e vê todos os produtos dos Gansos.

Ir para a loja